Notícias
Se mantenha informado sobre nossas ações
marco tanaka
  j \d\e F \d\e Y  

Aplicativo mostra onde estão os plantios e facilita prestação de contas a empresas parceiras da SOS Mata Atlântica 

App está disponível em celulares com sistema operacional Android e iOS 

25 de agosto de 2021

As empresas que promovem a restauração florestal em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica agora têm acesso a mais um recurso para facilitar o acompanhamento dos projetos apoiados. Patrocinadores do programa Florestas do Futuro conseguem saber todos os detalhes dos plantios de árvores nativas realizados pela ONG por meio de um app no celular – disponível tanto para sistema operacional Android quanto para iOS. 

“O objetivo do aplicativo SOS Mata Atlântica é dar cada vez mais transparência e agilidade à nossa atuação, pois as empresas podem ver em tempo real muitas informações sobre a parceria e as atividades realizadas. Além disso, a ideia é deixar mais simples a busca por informações do projeto e a prestação de contas”, afirma Olavo Garrido, diretor de Finanças e Mobilização de Recursos da Fundação.  

Na plataforma é possível acompanhar todos os contratos firmados entre as empresas e a ONG, o total de mudas plantadas, quantas árvores foram doadas por ano pelo parceiro, em que municípios foi feita a restauração e, o mais importante, o georreferenciamento da área exata onde o plantio foi realizado. Para deixar ainda mais didático e informativo, o app apresenta também o comparativo da área restaurada com o tamanho de um campo de futebol e mostra quanto CO2 foi sequestrado pela ação patrocinada.  

A documentação sobre a parceria também fica disponível diretamente no app – como contratos, relatórios de plantio e de manutenção, bem como fotos dos projetos de restauração. Para acessar o aplicativo é preciso ter um login e senha que a SOS Mata Atlântica disponibiliza aos apoiadores do Florestas do Futuro. 

O programa, que existe desde 2004, tem como objetivo recuperar florestas no bioma, que é o mais ameaçado do país – resta somente 12,4% da área original de Mata Atlântica e zerar o desmatamento não é suficiente para reduzir os riscos atuais e futuros das mudanças climáticas e desabastecimento de água.  

Para alcançar seu objetivo, reúne a sociedade civil organizada, iniciativa privada, proprietários de terras e poder público em projetos participativos de restauração florestal. As empresas ou pessoas físicas podem colaborar de duas maneiras: participação voluntária ou para compensação obrigatória no Estado de São Paulo, via Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRA).  

Os aderentes ao Florestas do Futuro TCRA já contam com aplicativo para acompanhamento dos projetos.  

Foto: Filipe Lindo
Crédito: Foto: Filipe Lindo/ SOS Mata Atlântica

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não utilizaremos suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.